Últimas Notícias

7 sugestões para viver bem a Eucaristia através das redes sociais…

“O nosso Salvador, na última Ceia, instituiu o sacrifício eucarístico do seu Corpo e Sangue, com o fim de perpetuar através dos séculos, até à sua vinda, o sacrifício da cruz e, deste modo, confiar à Igreja, sua amada Esposa, o memorial da sua Morte e Ressurreição” (Instrução Geral do Missal Romano, n.2).

O Papa João Paulo II, na Encíclica “Ecclesia de Eucharistia” afirmou que “a Igreja vive da Eucaristia”, assim, toda nossa atenção e interioridade a tudo que compõem o antes, o durante e o depois da Eucaristia são essenciais para uma plena participação.

Vejamos pontos importantes para participar bem da Celebração Eucarística através das redes sociais:

1 – A fé

Ter fé no que se celebra é fundamental, pois acreditamos com toda a Igreja no único e eterno sacrifício de amor de Jesus Cristo celebrado na Eucaristia e que creiamos no que celebramos em cada Liturgia.

2 – A preparação

É necessária uma preparação em todos os sentidos, para participar bem deste mistério que é o ápice e centro de toda a vida cristã. Devemos com antecedência preparar o espaço mas sobretudo o nosso coração. Será importante tentar gerir as possíveis agitações interiores, as preocupações, ansiedades, confusões e tudo o que é secundário, em relação ao essencial que será a Celebração Eucarística.

3 – A disposição

Assistir à celebração por simples obrigação é privar-se dos vários benefícios que ela proporciona, porque, Deus espera de nós actos de amor e fé. Portanto, é preciso que alimentemos a nossa disposição, para estarmos e participarmos bem da Eucaristia, com tudo que somos, com alegria e gratidão.

4 – Os gestos e postura do corpo

É imprescindível que o nosso corpo, mente e coração estejam em conformidade com o que é celebrado. Que os nossos sentidos estejam focados no altar e no sacerdote; Que todo o nosso ser esteja voltado para a Liturgia celebrada. Que toda a nossa postura seja adequada à sacralidade da Eucaristia. Façam os gestos como se estivéssemos na igreja, se for possível, se a saúde de cada um ou o espaço familiar o permitir (sentar, levantar, ajoelhar).

5 – Guardar o silêncio

Antes do início da celebração prepararmo-nos para o silêncio quer interior quer exterior. Desliguemos os telemóveis, electrodomésticos ou meios audiovisuais que façam barulho. Na Eucaristia, deve-se guardar nos momentos próprios, o silêncio sagrado como parte da celebração, pois, o silêncio destina-se ao recolhimento interior; nas leituras e homilia, o silêncio é para uma breve meditação sobre o que se ouviu; e depois da comunhão, o silêncio favorece a oração interior de louvor e acção de graças. (Cf. IGMR, n. 45).

6 – Atenção

É importante que toda a família participe integralmente da Eucaristia e com a devida atenção. Os sinais sensíveis, que alimentam, fortalecem e exprimem a fé, devem suscitar em cada um de nós, o desejo intenso de participar activamente e plenamente. Pois, “pela Celebração Eucarística já nos unimos à liturgia do céu e antecipamos a vida eterna, quando Deus será tudo em todos” (CIC. 1326).

7 – Comunhão espiritual

Reze a oração de santo Afonso para a comunhão espiritual: “Meu Jesus, eu creio que estais realmente presente no Santíssimo Sacramento do Altar. Amo-vos sobre todas as coisas e a minha alma suspira por Vós. Mas, como não posso receber-Vos agora no Santíssimo Sacramento, vinde, ao menos espiritualmente, ao meu coração. Abraço-me convosco como se já estivésseis comigo: uno-me Convosco inteiramente. Ah! Não permitais que torne a separar-me de Vós”.