Mensagem à Diocese por ocasião do 5º aniversário da entrada na diocese

Nesta data em que se completam cinco anos da minha entrada como Bispo desta amada diocese de Vila Real, dou graças a Deus por me ter chamado à vida, à fé e ao ministério sacerdotal para servir o seu povo. Agradeço ao Papa Francisco por me ter confiado esta Igreja diocesana a quem fui enviado como irmão, pastor e servidor.

Percorrida esta etapa, não posso esquecer o acolhimento caloroso que tenho recebido por parte de todos, desde o primeiro dia até hoje, e que se renova em cada domingo nas comunidades que visito. Uma palavra de especial reconhecimento endereço a todo o clero, pela sua incansável dedicação ao serviço da Igreja e pela colaboração com o Bispo, bem como aos religiosos e religiosas que trabalham na diocese. Aos leigos e leigas manifesto a minha profunda estima e agradecimento pelo testemunho de fé e de serviço à missão eclesial nas variadas áreas.

Destes anos destaco o excelente relacionamento com as várias instituições da sociedade civil, com as autarquias, as instituições académicas, judiciais, militares, as associações culturais, humanitárias, sociais, desportivas e outras, com quem se tem aprofundado um clima de diálogo, colaboração e respeito mútuos. Cada uma desempenha, na sua área específica, um papel fundamental na dinamização desta região.

Esta breve história fica marcada por momentos inesquecíveis pelo significado e participação que tiveram e pela alegria com que foram vividos, tais como a celebração do centenário da diocese e a Jornada Mundial da Juventude, sem esquecer outros eventos diocesanos. O primeiro permitiu celebrar a história e as raízes profundas da nossa fé; o segundo ajudou a reconhecer o potencial dos jovens de hoje, esperança para a Igreja e para o mundo. Em registo negativo, neste período fomos afetados por uma grave pandemia e pelas notícias de casos de abusos sobre menores que causaram profunda vergonha e sofrimento.

O mais importante, porém, foi o caminho feito, os passos dados na fidelidade à vontade de Deus. O decisivo foi o crescimento do Reino de Deus em nós, na Igreja e no mundo. Nesse sentido, o meu apelo é o de continuarmos a caminhar juntos, renovando a esperança no Senhor.

Um grande sinal de esperança é a da ordenação, no próximo domingo, de dois novos padres ao serviço da diocese. Eles são um grande dom de Deus à igreja diocesana e, juntamente com os cinco que foram ordenados desde 2019, constituem a nova geração de sacerdotes de quem se espera muito entusiasmo e empenho em servir o povo de Deus.

Neste aniversário, renovo o meu compromisso, como pastor diocesano, de tudo fazer, com a sabedoria e a força do Espírito Santo e a colaboração de todos, para continuarmos a construir uma igreja diocesana com um rosto renovado neste século XXI. Uma Igreja fiel às suas raízes e tradições mas com um rosto mais alegre, acolhedor e fraterno. Uma Igreja com um estilo mais sinodal, participativo e evangélico.

Com a intercessão de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da diocese de Vila Real, e dos apóstolos São Pedro e São Paulo, peço a Deus que a todos nos abençoe e nos proteja.

.

Vila Real, 29 de junho de 2024

+António Augusto de Oliveira Azevedo

Bispo de Vila Real

Sahifa Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.