Últimas Notícias
Home / Notícias / O perfume da Família de Nazaré em terras de Salto

O perfume da Família de Nazaré em terras de Salto

No decorrer da “viagem” que a imagem peregrina da Sagrada Família está a fazer pelas localidades da nossa diocese, eis que mais uma etapa se completou. A sua passagem pelo arciprestado do Barroso conheceu várias paragens, a última das quais em terras de Salto.

A proximidade física da Sagrada Família reavivou nas gentes desta terra o amor que brotou daquela Família de Nazaré e que se propagou, como perfume que inebria, ao longo dos tempos, pelos ventos da história, inspirando outras histórias familiares, que se souberam moldar por aquele perfume singelo de um amor sem igual.

Envolvidos por este aroma de ternura, os Saltenses procuraram tornar a sua vida familiar tão próxima da vida da Família de Nazaré quanto a sua imagem se encontrava próxima deles. Atraídos pelo seu exemplo de amor familiar, acorreram à Igreja paroquial e participaram, em família, das várias celebrações que aí tiveram lugar.

Na quinta-feira, acolheram a imagem peregrina em clima de alegria e de veneração.

Na sexta-feira, vencendo as sombras da noite e o frio que enregela o corpo mas não a alma, reuniram-se em vigília, procurando dissipar a penumbra e os gelos que assolam a sua vida familiar. Ao som da música “Eterno” dos Anjos, reflectiram sobre o carácter eterno do Amor, daquele Amor que vem de Deus, que “encarnou” numa família, e que quer continuar a encarnar em cada família, de forma permanente, ao longo de toda a vida, para toda a eternidade.

Embalados pela “Parábola do Bom Samaritano” e adoçados pelo sabor dos rebuçados que receberam, os Saltenses meditaram nas dificuldades e agruras da vida, sendo-lhes recordado pelo seu pároco que o Amor a todas elas é capaz de vencer. Por maiores que possam ser as amarguras das suas famílias, não há amor que não as possa adoçar. Por maiores que sejam as suas feridas familiares, não há amor que não as possa sarar.

Na celebração estiveram presentes as imagens peregrinas da Sagrada Família, que percorrem as várias aldeias das paróquias ao encargo pastoral do padre Pedro Rei. Peregrinando de casa em casa, de família em família, nesta noite, estas imagens peregrinaram até à Igreja paroquial, reavivando o sinal de bênção que é a sua presença em cada lar. Com a imagem na mão, os seus zeladores e todos os presentes receberam a bênção do Santíssimo, comprometendo-se com a missão de cultivar nas suas famílias o Amor de que aquela imagem é sinal.

No sábado, teve lugar um encontro com os mais pequenos, que atentamente escutaram a história e o exemplo de uma família da paróquia. Nesse mesmo dia, aconteceu o terço, recitado por várias famílias e “iluminado” pelos acontecimentos que teceram a história da Família de Nazaré.

No domingo, os Saltenses afluíram em grande número à Igreja paroquial, para a celebração da eucaristia dominical e para o envio da imagem peregrina. A cerimónia contou com a participação de várias famílias da comunidade, que intervieram em diferentes momentos da eucaristia: na procissão de entrada, nas leituras, no cantar do salmo, na procissão dos dons, na preparação do altar…

No final, a imagem peregrina da Sagrada Família de Nazaré foi entregue a uma família de Vila Pouca de Aguiar, que ficou encarregue de a levar para a próxima etapa desta sua peregrinação pela diocese, para aí também emanar o seu perfume de Amor.