Últimas Notícias
Home / Atualidade / Nota informativa (26.03.2020)

Nota informativa (26.03.2020)

A humanidade está mergulhada numa profunda crise, provocada por uma doença devastadora que alterou os nossos dias, gerando um grande sofrimento físico e moral. A Igreja tem por missão ser sinal vivo de comunhão e, sobretudo nestes momentos, ser expressão da misericórdia de Deus, especialmente para com todos os doentes e os que sofrem.

Nesse sentido a Penitenciaria Apostólica publicou no dia 19 de março de 2020 um decreto acerca da concessão de indulgências especiais aos fiéis na atual situação de pandemia. Deste importante decreto se faz eco para que chegue ao conhecimento do clero e dos fiéis da diocese, na expectativa da sua aplicação. A parte central do decreto determina:

«A Penitenciaria Apostólica, ex auctoritate Summi Pontificis, confiando na palavra de Cristo Senhor e considerando com espírito de fé a epidemia atualmente em curso, que deve ser vivida em chave de conversão pessoal, concede o dom das Indulgências de acordo com a seguinte disposição.

Concede-se Indulgência Plenária aos fiéis infetados com Coronavírus, submetidos a regime de quarentena por disposição da autoridade sanitária nos hospitais ou nas próprias casas se, com ânimo desprendido de qualquer pecado, se unirem espiritualmente através dos meios de comunicação à celebração da Santa Missa, à recitação do Santo Rosário, à prática de piedade da Via Sacra ou a outras formas de devoção, ou se pelo menos recitarem o Credo, o Pai Nosso e uma piedosa invocação à Bem-Aventurada Virgem Maria, oferecendo esta provação em espírito de fé em Deus e de caridade para com os irmãos, com a vontade de cumprir as usuais condições (confissão sacramental, comunhão eucarística e oração de acordo com as intenções do Santo Padre), mal lhes seja possível.

Os profissionais de saúde, os familiares e todos os que, a exemplo do Bom Samaritano, expostos ao risco de contágio, assistem os doentes de Coronavírus de acordo com as palavras do Divino Redentor: «Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos amigos» (Jo 15,13), obterão o mesmo dom da Indulgência Plenária nas mesmas condições.

Além disso, esta Penitenciaria Apostólica concede de bom grado, nas mesmas condições, a Indulgência Plenária por ocasião da atual epidemia mundial, também àqueles fiéis que oferecerem a visita ao Santíssimo Sacramento, ou a adoração eucarística, ou a leitura das Sagradas Escrituras durante pelo menos meia hora, ou a recitação do Santo Rosário, ou o exercício de piedade da Via Sacra, ou a recitação do Terço da Divina Misericórdia, para implorar da parte de Deus Omnipotente a cessação da epidemia, o conforto para aqueles que ela aflige e a salvação eterna daqueles que o Senhor chamou a Si.

A Igreja reza por quem estiver impossibilitado de receber o sacramento da Unção dos Enfermos e do Viático, confiando à Misericórdia Divina todos e cada um em virtude da comunhão dos santos e concede ao fiel a Indulgência Plenária em ponto de morte, desde que esteja com a disposição devida e que, durante a vida, tenha recitado habitualmente alguma oração (neste caso, a Igreja supre as três condições habitualmente requeridas). Para obter esta indulgência, recomenda-se o uso do crucifixo ou da cruz.»

Que a Bem-aventurada Virgem Maria, nossa Mãe e Padroeira, que invocamos como Nossa Senhora da Conceição e Senhora da Saúde interceda pelas nossas famílias e comunidades, pela nossa diocese e por toda a humanidade nesta hora de provação.

Vila Real, 26 de março de 2020

+António Augusto de Oliveira Azevedo

Bispo de Vila Real