Últimas Notícias
Home / Notícias / Encontro de formação para melhor servir os jovens

Encontro de formação para melhor servir os jovens

Decorreu no sádado, 15 de fevereiro, no centro paroquial de Vila Pouca de Aguiar, o segundo momento de formação para os agentes pastorais, promovido pelo departamento diocesano de Jovens, Universidade e Vocações (JUV) e orientado por André Coelho, colaborador do secretariado da Catequese da Diocese do Porto.

A formação teve como base a carta pastoral «Catequese: a alegria do encontro com Jesus» divulgada pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), após a visita ad limina dos bispos portugueses ao papa Francisco.

Ao longo deste dia refletiu-se e aprofundou-se este texto, a partir de um diálogo criado entre os vários grupos formados.

O festival diocesano e nacional da canção, os Jovens sem Fronteiras, a presença da Missão País, encontros e testemunhos com missionários e a caminhada do Say Yes foram algumas das atividades marcantes para a vida da diocese de Vila Real. Tais acontecimentos foram uma verdadeira lufada de ar fresco na realidade diocesana que levaram à criação de novos grupos de jovens em algumas paróquias.

Nos dias em que se fala em novos desafios da cultura atual e da crise da transmissão da fé, a comunidade, os ministros ordenados, o catequista, a família e outros animadores pastorais devem ser mediadores do encontro com Jesus Cristo. Tudo isto só é possível fazendo a caminhada com os jovens, acompanhando-os e levando-os ao encontro com o Mestre, quer nas escolas, na catequese e até nas redes sociais.

«Ao catequista e a toda a comunidade é pedido para passar do modelo escolar ao catecumenal: não apenas conhecimentos cerebrais, mas encontro pessoal com Jesus Cristo, vivido em dinâmica vocacional segundo a qual Deus chama e o ser humano responde».

Jesus deve ser o Modelo para os agentes de pastoral e para os jovens. O Filho de Deus deixa-se instruir pelo Pai, é coerente ao anúncio, privilegia o contacto pessoal, chama a pessoa e as coisas pelo nome, sem querer enganar, instaura a comunicação e o convívio e é exigente.

O encontro com Ele deve ser também um momento de evangelização e de missão. «A evangelização da pessoa e das comunidades depende totalmente da existência ou não deste encontro com Jesus Cristo» (Papa Bento XVI).

Estiveram presentes algumas dezenas de animadores de jovens, catequistas, escuteiros e alguns padres, a fim de se dedicarem mais intensamente aos jovens nesta caminhada até à Jornada Mundial da Juventude de 2022 em Lisboa, verdadeira festa e encontro com Jesus Cristo.