O Evangelho da Criação. A casa comum segundo a Laudato Si

Numa organização conjunta do Centro Católico de Cultura e da Comissão Diocesana Justiça e Paz da Diocese de Vila Real, realizou-se no dia 8 de Janeiro, às 21h, através da plataforma digital ZOOM, uma conferência com o título: “O EVANGELHO DA CRIAÇÃO. A CASA COMUM SEGUNDO A LAUDATO SÍ”.

Esta conferência, que marcou o início das actividades do segundo trimestre daqueles dois organismos diocesanos, esteve a cargo do Doutor José Carlos Carvalho, professor de Sagrada Escritura da Universidade Católica Portuguesa (Faculdade de Teologia – Porto) e foi seguida por cerca de cem pessoas.

Partindo do Capítulo II da Carta Encíclica e dos textos bíblicos aí citados, o conferente chamou a atenção de que o Papa Francisco, na Laudato Sí, coloca a pessoa no centro, citando Gn 1, 26 como afirmação da centralidade da dignidade humana e Gn 1, 31 para ressaltar a beleza e a bondade da criação: a partir daí reflecte sobre o bem comum e sobre o destino universal dos bens.

Estas duas realidades têm implicações sociais e geracionais, que são tratadas, não apenas na segunda parte deste documento, mas também na Exortação Apostólica sobre a Amazónia.

O orador terminou, lançando a todos o desafio para que haja uma profunda conversão na nossa relação com o Criado, se queremos continuar a ter um mundo onde todos possam viver com dignidade. 

Após um breve diálogo entre o Professor José Carlos Carvalho e alguns dos participantes, a sessão foi encerrada pelo senhor Bispo de Vila Real, D. António Augusto Azevedo. 

Pe. Manuel Coutinho,
Diretor do Centro Católico de Cultura de Vila Real