Encontro de professores de EMRC Diocese de Vila Real

A 6 de janeiro, na Biblioteca do Seminário de Vila Real, pela segunda vez no presente ano letivo, decorreu o Encontro de Professores de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) da nossa diocese, sob o tema: “A arte de cuidar”.

Na presença de 24 professores, deu início ao Encontro Sua Excelência Reverendíssima D. António Augusto de Azevedo, acolhendo os presentes e regozijando-se com missão que os docentes de EMRC têm vindo a realizar junto das nossas comunidades escolares.

D. António congratulou-se com os números estatísticos relativos à inscrição dos alunos na disciplina de EMRC, que mostram a diocese de Vila Real a ocupar posição de destaque a nível nacional. De seguida, enfatizou a importância crucial das escolas no cumprimento da missão educativa da Igreja, elogiou o notável trabalho desenvolvido pelos docentes sempre persistentes e empenhados na sua missão.

Outra nota reforçada foi a reorganização do Secretariado Diocesano da Educação Cristã (SDEC), sublinhando a integração bem-sucedida do departamento de EMRC na vida pastoral da Diocese e destacando a relevância deste envolvimento para a concretização da missão da Igreja.

A propósito da agenda do encontro, D. António abordou também a necessidade de a Igreja continuar o caminho de progressão na anulação dos dramas relacionados com abusos sexuais de menores, reforçando a importância de tornar os espaços eclesiais mais seguros, espaços esses que também são pertença dos docentes de EMRC.

Para este Encontro, a direção do SDEC estendeu o convite à participação dos representantes da Comissão de Proteção de Menores e Pessoas Vulneráveis da Diocese de Vila Real, Professor José Carlos Gomes da Costa e o Doutor Caseiro Marques. O Professor Gomes da Costa começou por destacar o papel da Comissão e do Grupo VITA, que se tem centrado no combate aos abusos na Igreja através da identificação ativa de situações problemáticas e da promoção de ações preventivas aos abusos no seio da Igreja ou organismos a ela diretamente ligados. Neste sentido, fez notar que os professores de EMRC integram um potencial grupo de risco, no qual se incluem também catequistas, escuteiros e seminaristas.

O Professor Gomes da Costa não pôde deixar de destacar que a “proteção dos mais frágeis é missão da Igreja”, à imagem da parábola do Bom Samaritano.

O professor é sempre um modelo, na escola e na vida. O exemplo é sempre a única forma de educar e a atitude daquele que ensina nunca é neutra quer no contexto escolar quer comunitário. O seu testemunho marca indelevelmente a experiência e a personalidade dos seus educandos.

Assim, informou que a Comissão criou um Guia de Boas Práticas e um Manual de Prevenção, que visam orientar os intervenientes na promoção de ambientes seguros e saudáveis. Entre as recomendações proativas enumeradas pelos Grupo VITA e Conferência Episcopal Portuguesa, o coordenador diocesano da Comissão apresentou um código de conduta, com comportamentos a promover, comportamentos a evitar e comportamentos proibido, usando a metáfora do semáforo. Dentro da zona verde mencionou as relações saudáveis, integradoras e de respeito face ao outro; as relações de cuidado, as que potenciem ambientes seguros e as não-virtuais em vez das relações virtuais. Na zona amarela referiu que será de evitar a comunicação verbal e não-verbal ambígua, intrusiva, com conteúdo erotizado, as interações a sós, isoladas, em locais fechados (p.ex. boleias) e o “seguir” ou “ser amigo” nas redes sociais. Na zona vermelha, como comportamentos proibidos, apontou as conversas sexualizadas, agressivas ou humilhantes (também nas redes sociais), os gestos e comportamentos sexualizados, as relações preferenciais ou privilegiadas, a visualização de conteúdos inapropriados e todo o tipo de contacto físico inapropriado.

A segunda parte da manhã foi dedicada a assuntos de carácter mais prático, relacionados com o funcionamento da disciplina de EMRC e com as atividades previstas para o ano letivo em curso. Assim a direção do SDEC incentivou os presentes a participar nas atividades organizadas pelo Secretariado Nacional de Educação Cristã (SNEC), sempre disposto a colaborar e apoiar, nomeadamente o Encontro Nacional de Ensino Secundário que decorrerá em Bragança nos dias 12 e 13 de abril, sob o mote: “Eco(s) do Coração!” e o Encontro Nacional do 1º Ciclo a decorrer no dia 24 de maio em Fátima. Recordou que a Semana Nacional de EMRC decorrerá de 27 a 31 de maio, sob o tema: “EMRC, lugar de Encontro com a Liberdade”. As atividades dinamizadas em cada um dos agrupamentos podem e devem ser divulgadas na plataforma do SNEC – EDUCRIS.

Foi também apresentado o Encontro Diocesano dos alunos de EMRC que decorrerá em Peso da Régua no dia 30 de abril, sob a organização dos professores Sílvio Grilo e Emílio Matos do Agrupamento de Escolas Dr. João Araújo Correia, em articulação com o SDEC.

O Encontro terminou com um almoço convívio, que proporcionou momentos de partilha de experiências e convivência sadia, fortalecendo o espírito de grupo dos docentes de EMRC da diocese de Vila Real.

EMRC Vila Real

 

Sahifa Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.